segunda-feira, 16 de junho de 2014

9 Meses sem Sexo: Um Problema! - Parte 9

Escrita por: Flávia


Demi: Essa praia é linda. – falou se aninhando em meu peito. - Gosto do seu carinho. – murmurou enquanto brincava com nossos dedos entrelaçados.Joe: E eu gosto de ter você em meus braços. É onde você pertence. – disse apertando-a mais contra meu peito e fazendo carinho em seu braço nu. – Está com frio pequena? – perguntei quando a vi arrepiar.


Demi: Não. Você me aquece. – uma das coisas que eu mais amava nela era o fato de ela conseguir dizer coisas dessas sem malicia alguma. Era inocente.

Depois de termos chorado que nem dois bebes nos braços um do outro no meio de declarações de amor, eu acabei sentando virado pro mar e ela tinha ficado em meu colo. Demi parecia cansada e com toda a razão. Hoje tinha sido um dia de grandes emoções para ambos. Ficamos uns bons minutos em silêncio apreciando os carinhos um do outro e falando em como aquela noite estava perfeita. Em como Demetria estava perfeita. Fiquei sabendo que nas quatro horas livres que ela tinha tido antes do jantar, tinha ido ao shopping para encontrar o vestido perfeito para esta noite e também tinha ido colocar as lentes de contacto que ela já andava a planear colocar. Eu já tinha reparado que ela não tinha seus inseparáveis óculos e apesar de eu gostar dela de qualquer jeito, ela estava ainda mais linda.

Demi: Joe. - chamou baixinho.

Joe: Sim minha linda.

Demi: Tem uma coisa que eu quero confessar pra você, mas não quero que me ache uma boba sonhadora.

Joe: Nunca que eu ia achar isso de você. Pode me contar qualquer coisa. Eu vou escutar sempre. - falei beijando sua testa.

Demi: Eu sempre sonhei com aquelas coisas de contos de fadas. Você sabe. Toda a menina tem disso… do seu jeito. - eu não podia ver, mas sabia que ela estava sorrindo.

Joe: E qual é o seu jeito amor? – aquilo era muito fofo vindo dela. Eu queria realizar cada um de seus desejos.

Demi: Meu jeito é o mais bonitinho. – disse rindo. – Queria ser uma princesa. Mas não uma princesa comum. Minha vida teria que ter as melhores emoções. Sonhava em ter um menino que gostasse de mim pelo que eu sou de verdade. Que pudesse ser meu príncipe. Sem me julgar ou apontar o dedo. Não queria que ele fosse perfeito porque eu queria amar seus defeitos também. Queria ter um casamento de sonho, com tudo o que uma princesa tem direito. A melhor lua-de-mel. Um “castelo” com a vista mais linda de todas. Queria ter filhos para cuidar e amar. – falou sorrindo boba enquanto levava sua mão até sua barriga. - E antes disso, queria ter a mais perfeita e intensa primeira vez com esse mesmo menino. – disse agora ruborizando.

Joe: E já encontrou seu príncipe? – meus olhos estavam fixos no mar à nossa frente, mas meus pensamentos estavam fixos nela. Em seus sonhos, seus desejos. Eu tinha vontade de realizar todos eles. Queria ser seu príncipe.

Demi: Já sim. Ele não é normal como os outros, sabe? Ele tem o cabelo negro e é muito mais forte em todos os sentidos. Ele não tem um cavalo branco, mas sim um cavalo negro que combina com ele.

Joe: Ai sim? – perguntei sorrindo. Eu sabia que ela estava falando de mim e do meu carro preto. E eu queria ouvir mais.

Demi: Sim. É determinado e cabeça dura. Ele não é perfeito e é isso que eu mais gosto nele. Ele tem tantos defeitos como eu e acho que a gente se completa. Ele é protector e me trata como se eu fosse sua pedra preciosa. Tem uma armadura e uma espada que estão sempre com ele pra me defender. Ele enfrenta batalhas como um verdadeiro guerreiro e não tem medo de nada.

Joe: Já estou ficando com ciúmes desse príncipe aí. - disse fingindo-me de sério. Ouvi-a rir e sentia-a abraçar-me mais forte. - Tem alguma coisa que você gostaria que ele fizesse pra você?

Demi: Tem uma coisa que eu sonho mais que tudo isso que eu falei.

Joe: O que é?

Demi: Ser a rainha do príncipe em um baile. - murmorou.

Joe: Parece que esse príncipe é um homem de sorte. Como eu queria ser ele. - disse rindo. Eu entendi o que ela queria dizer, mas não podia arruinar meu plano.

Demi: Bobo, o meu príncipe é você.

Joe: Eu te amo minha princesa. - falei puxando-a para um beijo cheio de ternura.

Depois disso nenhum de nós disse mais nada, mas eu percebi que o ar ficou meio tenso entre a gente. Isso nunca aconteceu antes. Custava-me muito destruir os sonhos dela temporariamente, mas eu não podia fugir do meu objetivo.

Demi: Joe...

Joe: Fala meu amor.

Demi: O que você quer fazer no sábado à noite? - perguntou tentando parecer despreocupada.

Joe: Estava pensando que podíamos ficar em casa a ver um bom filme e a comer muita pipoca.

Demi: Sério? - perguntou. Ela tentou disfarçar a desilusão em sua voz, mas eu conhecia-a bem demais.

Joe: Você tinha pensado em fazer algo diferente? - ainda bem que ela se aninhava junto do meu peito. Assim não conseguiria ver o sorriso em meu rosto.

Demi: Nada não. - desconversou. É claro que eu não ia dar hipótese alguma de ela fugir do assunto.

Joe: Pode falar pra mim o que é. - insisti enquanto acariciava seus cabelos.

Demi: Sábado tem o baile de formatura. - sussurrou enquanto brincava com a gola da minha camisa.

Joe: E você quer ir? É que isso vai ser meio impossível. Todos os bilhetes já foram vendidos e eu pensei que você não queria ir.

Demi: Tudo bem. - falou dando de ombros. Sua voz saiu mais embargada do que ela esperava e meu coração se apertou por estar fazendo isso com ela. - Não tem problema.

Me senti horrível por estar mentindo pra ela desse jeito, mas eu não podia fazer mais nada. Não ainda. Esse plano teria que dar certo e nós teríamos a melhor formatura que alguém poderia ter. Ou eu não me chamava Joseph Jonas.

(...)

Dois dias. Faltavam apenas dois dias para a nossa formatura. Dois dias para preparar tudo o que havia para preparar. Eu não sou o super homem e como é óbvio, então tive que contar com alguma ajuda. Detalhes para uma noite perfeita.

Joe: Está tudo pronto? - eu sei que parecia meio desesperado, mas era necessário.

Nick: Claro que sim. Meu nome é Nicholas, não Joseph.

Joe: Eu estou pensando seriamente em começar a ignorar você.

Nick: Também te amo. – falou mandando beijo no ar.

Melanie: Mas qual é o foco aqui hein? É a Demi! Não é vocês não! Trabalhem! – ordenou. Todos obedeceram rapidamente. Nunca se deve desafiar uma mulher irritada. – Tem certeza que fez bem em aceitar namorar o Nicholas? Ele sempre foi meio louco. – perguntou pra Selena que riu.

Nick: Olha lá o que vai responder! Eu não sou louco não. – disse indignado. Recebeu um olhar maligno da Melanie e logo voltou a trabalhar assustado. Eu só ria. Steve chegou por trás de Melanie e a abraçou.

Steve: Meu amorzinho está certo. – falou beijando a bochecha dela. - Você é louco sim.

Selena: Acho que fiz uma boa escolha. Não me arrependo. – disse sorrindo. Ela já fazia parte do grupo a partir do momento em que Nick a apresentou. Ela é legal.

Nick: Estão vendo? Ela não me acha louco. – falou correndo até ela e rodopeando-a no ar.

Selena: Me larga Nicholas! Você está cheio de tinta. Que louco que você é! – disse distraída fazendo todos rirem. Todos excepto Nick.

Nick: E eu pensando que não me achava louco.

Selena: Louco você é, mas eu gosto de você mesmo assim. – e foi aí que Nick a pegou de jeito. Quando me dei conta, estavam os quatro se agarrando.

Joe: Vocês podem por favor, parar com o agarramento. Eu não sou vela nem com castiçal incluído. Se não se importam de voltar ao trabalho, eu agradeceria. – falei atirando uma esponja à cabeça de Nicholas e Steve.

Melanie: Joseph tem razão. TODOS A TRABALHAR! MEU DEUS! NÃO SEI QUAL É O PROBLEMA DE VOCÊS HOMENS! – gritou fazendo-os correr de volta pra pintura.

Selena: Verdade! Sempre conversam em vez de agir.

Melanie: Até nos momentos em que devem definitivamente agir. Se é que me entende. – disse pra Selena que riu.

Isso bastou pra que todos olhássemos assustados pra ela e depois pra Steve. Ele logo levou as mãos ao ar mostrando ser inocente e disse.

James: Ei! Eu sei o que faço e faço bem ta? Sempre fiz tudo direitinho e ela nunca se queixou! Se é que me entende. – enfatizou a parte final maliciosamente e recebeu um olhar mortal de Melanie. – Eu te amo meu amor. Não esquece disso não ta?

Melanie: Você bem pode correr. – isso bastou pra que Steve corresse escadas a baixou com Melanie em seu alcanço. Eu não conseguia parar de rir. Aqueles dois eram uma comédia e sempre faziam besteira. Mas o que mais admirava neles é que acontecesse o que acontecesse, sempre ficariam juntos.

Enquanto eles fugiram brincando de Tom e Jerry para acabarem se agarrando em algum canto, Selena veio ajudar a mim e a Nick que continuávamos pintando. Toda a ajuda era bem-vinda naquele momento. Tínhamos conseguido a autorização do diretor e tínhamos o espaço todo só pra nós na condição de o remodelarmos. Isso só me incentivou mais ainda porque assim podia deixar tudo do jeito que eu queria. Tanto Melanie como Selena disseram que me ajudariam com Demi. Eu não conseguiria fazer tudo sozinho em tão pouco tempo se não fosse pela ajuda deles. Tudo tinha que ficar perfeito.

Selena: É muito lindo da sua parte fazer algo assim Joe. – disse sorrindo.

Joe: Obrigado. Eu quero que ela tenha uma das melhores noites da vida dela. Não quero que ela esqueça nunca.

Nick: É mesmo muito legal cara. Mas vocês já contaram para alguém? Sobre a gravidez dela? – sorri e suspirei.

Joe: Contamos para Pierre e Carmen.

Selena: Sério? Como eles reagiram? Muito mal? – perguntou me fazendo rir.

Joe: Ficaram nos encarando em silêncio por cinco minutos seguidos enquanto Demi esmagava minha mão. Ela estava tão nervosa que pensei que fosse ter algo ruim. No fim de ter falado todas as minhas intenções, quase fui esmagado por um abraço maternal de Carmen e quase fiquei com a coluna quebrada com o tapa que Pierre me deu nas costas. Mas ele ainda acrescentou que se eu não cuidasse bem da Demi e do meu filho, que me iria capar.

Selena: O que todo o pai diria. – falou rindo e me fazendo assentir.

Nick: Parabéns cara. Você merece tudo isso de bom que está acontecendo. Nunca vi você tão feliz e tão idiota em toda a minha vida. – disse me fazendo revirar os olhos.

Joe: Obrigado Nicholas.

(…)

Deixei o ramo de lírios brancos no tapete da entrada e toquei a campainha da porta. Corri para trás de um arbusto e me escondi enquanto esperava que ela aparecesse. Assim que a vi, linda como sempre, senti meu coração acelerar de ansiedade. Vi-a abrir o sorriso mais lindo do mundo enquanto pegava as flores e lia o cartão.


Continua...
--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Olá :3 Primeiro de tudo quero agradecer os parabéns que você me deram *--* Muito Obrigada mesmo,e claro quero agradecer uma pessoa em especial que é a Mari,então a Mari pra quem não sabe tem um blog ÓTIMO -> A Sexóloga e eu ajudo ela,quando eu posso,ela me desejou Feliz Aniversário e eu realmente fiquei muito feliz então OBRIGADA <3 Enfim é isso..COMENTEM..BEIJOS..XOXO!!


6 comentários:

  1. Ameeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii..posta logoooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooo pleaseeeeeeeeeeeeeeeeeeeeee

    ResponderExcluir
  2. Respostas
    1. Desculpe não pude entra ontem :/
      Vou postar agora (: Beijos

      Excluir